Harmonizar acabamentos distintos era o desejo da arquiteta paulista Débora Aguiar quando traçou as linhas retas destes rodapés de 35 cm de altura, feitos de MDF esmaltado em tom off-white.

O pé-direito do quarto (2,45 m) determinou as dimensões do modelo projetado pelo arquiteto Aldo Cespeda, de São Paulo. “Uma versão maior achataria o ambiente, que é baixo”, afirma ele, que o deixou com 15 cm de altura.

“Mais que arremate, ele aqui é elemento decorativo”, diz a arquiteta Fernanda Dabbur, de São Paulo. O rodapé desenhado por ela exibe, além de 55 cm de altura, frisos em diferentes posições.

Muita gente esta procurando materiais alternativos para fazer o rodapé no piso de porcelanato ou madeira e eu apoio, sou super a favor de materiais como o poliuretano, mas resolvi questionar: porque o rodapé de madeira, que era o mais usado esta caindo em desuso?

Conversando com clientes e leitores, uma das coisa que percebi é que os modelos de rodapés de madeira que são encontrados prontos no mercado não tem agradado: são pequenos, ou muito recortados ou simplesmente não tem um design atual. Caprichar na escolha do piso e depois colocar um rodapé de segunda categoria não tem cabimento não é?

O que muita gente não sabe é que é possível encomendar um rodapé com um modelo exclusivo, da altura que você precisar e com um desenho que coordene com o seu ambiente. Para isso, só é preciso de um bom projeto e um marceneiro capacitado.  Aqui no escritório tenho desenvolvido muitos desenhos exclusivos para rodapés, principalmente para os modelos mais altos, que dificilmente são encontrados no mercado. Outra vantagem das peças sob medida é que elas podem ser pensadas para encaixarem perfeitamente nas guarnições ou mesmo para acoplar um nicho para passagem de fiação, no caso de uma reforma.

Rodapé sem dúvidas é um detalhe que faz toda a diferença no resultado final do ambiente.

* Imagens e legendas das imagens são do site casa.com.br